perdão

Sétimo Domingo do Tempo Comum

perdao_6Amai os vossos inimigos

Pe Volmar Scaravelli, c.s.

Nossa sociedade moderna padece de angustia. Nunca tivemos acesso a tanta informação, a tantos bens materiais. Nossos avos nunca teriam imaginado que hoje nos pudéssemos viver com tanto bem-estar. Mas por outro lado parece que o tedio desceu sobre a nossa cultura, nunca vivemos numa sociedade tão angustiada e intolerante.  A depressão sempre existiu, mas nunca na proporção que estamos padecendo. A intolerância sempre existiu, mas nunca tão expressada pelas redes sociais como hoje. O que é que está nos faltando? O que está errado em nós?

Multiplicam-se a cada dia os psicanalistas, psicólogos, cultos pentecostais, filosofias orientais, pastores, padres, pregadores, todos preocupados em transmitir mensagens de autoajuda. E o que mais se ouve nas rádios, na TV, na internet e nos cultos. Dezenas de vídeos chegam todos os dias contando histórias ou “estórias” de pessoas que passaram de um baixo astral para um elevado estado de felicidade, assim como por um ato de mágica. Quem não conhece Joel Osteen, ou Kalil Gibran ou outras dezenas de pregadores famosos que tratam de ensinar formulas para levantar o ânimo e sermos felizes.

Sofremos também de um mal que se chama intolerância, ódio. Nosso coração se alegra quando vemos pessoas maldosas pagando pelos seus crimes e pecados. Quem nunca desejou mal a pessoa que lhe roubou, que lhe traiu, que lhe prejudicou?   Vemos e ouvimos isso todos os dias nas notícias, nos meios sociais. Quanto ódio expelido pelas narinas e pela boca e   disseminado através do facebook, do WhatsApp, inclusive proveniente de pessoas   de quem jamais podíamos esperar, como médicos, políticos, religiosos. O ódio, o desafeto e a raiva em forma exagerada são sintomas que estamos emocionalmente doentes.

Haverá um remédio para curar-nos da intolerância?  Existe alguma magica que possamos fazer para não sentir ciúmes exagerados, para não sentir raiva e nem ódio? Haverá alguma formula para ser feliz e sentirmos em paz? Formula para que vivamos em paz?

Continuando o Sermão no Monte das Bem-Aventuranças, Jesus comenta duas leis: A lei do Talião e do amor ao próximo. A lei do Talião era a lei da justa recompensa. Retribuir com a mesma moeda. Olho por olho e dente por dente. Era a base do sistema jurídico que ajudava fazer justiça em favor do mais fraco. Apesar de justa, se essa lei fosse posta em pratica, hoje viveríamos entre pessoas sem olhos e sem dentes.

Por isso Jesus sugere não pleitear mas pagar o mal com o bem: ” Se alguém te dá um tapa na face direita, ofereça também a esquerda”, porque violência gera violência. Somente o amor é mais forte que a violência.

Enquanto ao mandamento ” amar o próximo e odiar o inimigo”, Jesus sugere amar os inimigos também e rezar pelas pessoas que nos fazem o mal. ” Amai os vossos inimigos e rezai por aqueles que vos perseguem”. Quando alguém te ofende ou prejudica a tua família, certamente a pressão sanguínea sobe em tua cabeça e tu te enfureces. Mas se lembrares das palavras de Jesus ” Razia por aqueles que te perseguem” e realmente o fizeres, isso te protegera de qualquer mal momento e sentiras paz em teu coração e possivelmente fiques surpreendido ao ver o teu inimigo mudar de atitude. Perdoar traz muitos benefícios. Perdoar e a única solução. Só o verdadeiro amor fraterno supera a maldade.

Mas como controlar as emoções? Como controlar os sentimentos de vingança e de ódio?

Primeiramente, peca todos os dias a Deus para que nunca tire a mão de sobre tua cabeça. Eu conheço gente boa, trabalhadora, responsável, generosa, mas que está atrás das grades pagando com 20 anos de prisão por um minuto de falta de controle de seu sentimento de raiva.

Preste atenção aos pensamentos que atravessam pela tua mente. Desvie a atenção dos pensamentos de raiva, de ódio, de vingança. E sempre reza por aqueles que te querem mal.

Esse e o caminho da perfeição que Jesus nos indica no evangelho de hoje.

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2014 Apostolado Brasileiro | Unindo Católicos Brasileiros na Grande Boston.
Siga-nos:                   

Facebook