imagens-feliz-ano-novo-2017
Pe. Scaravelli, c.s.
feliz-ano-novo-2017-6O desejo é uma palavra mágica. Quando desejamos com força interior, emitimos uma energia misteriosa que nos impulsiona para o compromisso de realizarmos aquilo que desejamos. Isso pode ter conseqüências concretas para as pessoas e para o mundo. Nesses dias, alguns dizem aos amigos e amigas “feliz ano novo” como mera formalidade. Entretanto, o mundo  necessita muito  que 2017 seja um ano mais feliz e de paz para cada um de nós. Por isso, quem almeja de coração os melhores votos de “Feliz Ano Novo” precisa saber como transformar o seu desejo oração para que construa um ano mais positivo  e melhor.
As pessoas acreditavam muito no poder do olhar e da palavra. Dizem  que existe o olhar bom que emite energia positiva e existe o mau olhado que provoca problemas. ” A mulher gostou da planta  que havia no terraço da casa. Olhou-a com inveja. No dia seguinte, a planta que estava viçosa e florescente, amanheceu seca e murcha”.
Também nas culturas e religiões antigas acreditava-se  na força da palavra. Em algumas religiões, as palavras curam ou ao contrário, podem matar. Na Bíblia, vários salmos pedem a Deus que nos proteja das pessoas que, com sua palavra, podem provocar males como doenças e tragédias ecológicas (Cf. Sl 6, 39). No Novo Testamento, a carta de Pedro insiste que temos a vocação de abençoar e não de maldizer. Somos chamados para invocar o bem sobre as pessoas e o universo (1 Pd 3, 9).
No batismo o celebrante traça o sinal da cruz na testa da criancinha e pede para os pais e padrinhos a fazerem o mesmo. Alguns  pais continuam fazendo e todos deveriam  fazer durante muito tempo da vida dos filhos. A bênção não somente  faz bem para quem a recebe mas  também para quem a  deseja.
Na primeira leitura do Livro dos Números deste primeiro domingo do ano, Moisés intui Aarão como abençoar o povo. As palavras são simples: “O Senhor te abençoe e te guarde. O Senhor faça brilhar a sua face sobre ti e se compadeça de ti. O Senhor volte para ti o seu rosto e te conceda a Paz”.
Essa bênção levítica atravessou séculos e milênios. O apóstolo Barnabé que era um Levita o fazia. São Francisco que era diácono, rabinos, padres, diáconos, ministros, pais, todos usaram essas palavras para abençoar durante mais três mil anos.
A palavra quando nasce no mais profundo do coração, é eficaz.  Mahatma Gandhi ensinava: “Comece por você mesmo a mudança que deseja para o mundo”. Somente pelo fato de desejar, não temos a força para transformar organizações e sistemas do mundo, mas podemos sim colaborar para que se façam as condições necessárias para que elas mudem.
Então, no início desse Ano Novo expresse para os seus e para todos o desejo de um feliz ano novo, através de um verdadeiro compromisso  solidário e renovador. Repita  às pessoas que amas e às pessoas também que não são amigas: “O Senhor te abençoe e te guarde”. Fará bem também para teu coração.
E então se tornarão verdadeiras em sua vida, as palavras de uma antiga bênção irlandesa: ” Que o vento sopre suave em teus ombros. Que o sol brilhe suavemente sobre o teu rosto, as chuvas caiam serenas onde vives. E até que eu te encontre de novo, Deus te guarde na palma de sua mão”.
Ao terminar a Santa Missa, todos os que quiserem receber a Bênção Levítica, poderão aproixmar-se ao altar – o padre ou o ministro traçará uma cruz em tua cabeça dizendo:
“O Senhor te abençoe e te guarde. O Senhor olhe sobre ti e te conceda a Paz”.
Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2014 Apostolado Brasileiro | Unindo Católicos Brasileiros na Grande Boston.
Siga-nos:                   

Facebook