expulsão2Jo 2, 13-25Textos: Ex 20, 1-17; 1 Co 1, 22-25; Jo 2, 13-25

Ideia principal: Quais “mercadores” eu tenho que expulsar nesta quaresma que querem traficar com a minha alma, e meu corpo, templo de Deus?

Síntese da mensagem: Deus nesta quaresma quer purificar o templo da minha alma e do meu coração, para poder celebrar comigo a sua Páscoa, isto é, o triunfo do pecado e a injeção da graça divina, fazendo-me homem novo.

Pontos da ideia principal:

Em primeiro lugar, Cristo tem que entrar hoje com o açoite na mão no templo da nossa Igreja e expulsar dela todos esses mercadores que só buscam fazer carreira, ambições, desejo de protagonismo e vaidade, cheios de mundanismo na sua mente e no seu coração, como tantas vezes nos lembra o Papa Francisco. E assim purificada, a nossa Igreja seja una, santa, católica e apostólica, e, sobretudo, segundo o evangelho na mente, no coração e nos ritos. E assim a nossa Igreja só busque a glória de Deus e o bem de todas as pessoas, visitando as periferias existenciais, consolando os tristes, ajudando e promovendo os pobres com obras de caridade, perdoando os pecadores. Só assim a nossa Igreja será facilitadora da graça, como diz o Papa Francisco, e não burocrática, que controla e que obstaculiza o encontro do homem com Deus. E assim na nossa Igreja terá a comunhão fraterna, deixando de um lado as invejas que carcomem; os ciúmes que desgastam e as murmurações que nos matam. Só assim a nossa Igreja católica enfrentará o desafio da proliferação dos novos movimentos religiosos, aonde muitos vão encontrando o que nós, talvez, não lhes damos: acolhida, proximidade, carinho, respeito, ternura e solução para os seus problemas espirituais, humanos e materiais; e realizando tudo sem buscar benefícios econômicos ou querer exercer algum poder sobre essas pobres gentes (Evangelii Gaudium 70).  

Em segundo lugar, Cristo tem que entrar hoje com o açoite na mão no templo dos nossos Organismos Internacionais e nos nossos Estados e expulsar deles todos esses mercadores que só buscam o próprio proveito e o interesse financeiro ou de prestigio, querendo condescender com todas as ideologias de moda; e não só condescender, mas também apoiá-las e promove-las com o dinheiro, nos meios de comunicação e desde os assentos dos Parlamentos. Só assim, purificados pelo sangue de Cristo, os nossos Estados serão construtores do bem comum e buscarão medidas para ajudar os pobres, garantir a paz e a justiça. Só assim, os nossos Estados saberão que o dinheiro deve servir e não governar (Evangelii Gaudium 58). Só assim, desaparecerão os males cristalizados nas estruturas sociais injustas e poderemos esperar um futuro melhor (Evangelii Gaudium 59). Só assim os nossos Estados criarão o clima para a tolerância verdadeira, o respeito e o diálogo, além de toda diferença no campo politico, econômico, filosófico ou religioso, evitando todo tipo de discriminação, receios e enfrentamentos com os que não compartilham os nossos mesmos valores e a nossa mesma visão da vida.

Finalmente, Cristo tem que entrar hoje com o açoite na mão no templo das nossas famílias, dos nossos corações e expulsar de nós todo egoísmo, soberba, luxúria, grosserias, divisões, ídolos (1 leitura), e purificada a nossa alma, possamos render o culto devido a Deus e cumprir alegremente e por amor os mandamentos (1 leitura). Não nos envergonharemos da cruz de Cristo que é força e sabedoria de Deus (2 leitura).

Para refletir: Deixei a porta aberta do templo da minha alma para Jesus entrar e tirar para fora todos esses mercadores que tratam de traficar com a minha fé, a minha esperança e a minha caridade? Já os localizei: seitas e propostas mundanas, egoísmo e vaidade, orgulho e ambição, vida cheia de prazeres e de luxo, comodidade e preguiça, insensibilidade e indiferença, tristeza e desilusão, depressão e ceticismo? Tenho bem trancada a minha porta com o cadeado da vigilância e da coerência na minha vida cristã?

Para rezar: Senhor, entrai com o vosso açoite de amor e tirai para fora todos esses inquilinos que querem roubar de mim o patrimônio que Vós presenteastes à minha alma desde o dia do meu batismo. Quero viver a santa Quaresma com essa consciência e necessidade de purificação para poder entrar e desfrutar da vossa Páscoa.

Qualquer sugestão ou dúvida podem se comunicar com o padre Antonio neste e-mail:  arivero@legionaries.org

fonte: , (Zenit.org)

Share Button
Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2014 Apostolado Brasileiro | Unindo Católicos Brasileiros na Grande Boston.
Siga-nos:                   

Facebook