Maria e Isabel1Dirigente: Escutar o Senhor implica ouvir e ver a realidade que nos cerca com os olhos de Deus. Escutar implica abrir o coração e deixar-se questionar pelas palavras, imagens e realidades que nos tocam. Decidir fazer algo, encontrar um caminho para transformar a realidade ao nosso redor e ter coragem de agir é isso que nos pede a festa do Natal. A coragem de sermos cristãos autênticos como Maria.

Canto de abertura (a escolha)

Dirigente: Unidos na mesma fé e vivendo a alegria do Natal que se aproxima, iniciamos nosso encontro:

Todos: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Hino (todos juntos)

Senhora, seguiste o caminho. Que à prima Isabel te levou

Serviço, trabalho e carinho. O teu coração ofertou.

Visita, Senhora, teu povo. Que a ti continua fiel

Repete este gesto de novo. Que encheu de alegria Isabel.

Conduz nossos passos, Maria. Aponta o caminho do irmão.

Presença, trabalho, alegria. São frutos da nossa missão.

Nas horas difíceis da vida. Conosco presente estarás.

Tu és a melhor acolhida. Abraço de força e de paz.

Contigo, Deus Pai exaltamos. E o Filho Jesus redentor.

O Espírito Santo louvamos. Unidos na ação e no amor.  

Dirigente: Ouvi com bondade, ó Deus, as preces do vosso povo, para que, alegrando-nos hoje com a vinda do vosso Filho em nossa carne, alcancemos o prêmio da vida eterna quando ele vier na sua glória. Por Cristo, nosso Senhor.

Todos: Amém!

Aclamação ao Evangelho.

Dirigente: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.  (Lc 1,39-45)

Todos: Glória a vós Senhor!

Naqueles dias, Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judéia. Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. Com um grande grito, exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”.

— Palavra da Salvação!

Todos: Glória a vós, Senhor!

Vamos meditar!

Leitor 1 – O Papa Francisco em uma homilia na fala: Três palavras sintetizam o comportamento de Maria: escuta, decisão e ação. Palavras que indicam um caminho, também para nós, diante do que o Senhor nos pede na vida. Escuta, decisão, ação.

Leitor 2: Escuta. De onde nasce o gesto de Maria de ir a prima Isabel? De uma palavra do Anjo de Deus: “Isabel, tua parente, em sua velhice concebeu um filho” (Lc1,36). Maria sabe ouvir Deus. Atenção não é um simples ouvir superficial mas é ouvir cheio de atenção, com acolhida, disponibilidade para com Deus. Não é o modo distraído com o qual, às vezes, nos colocamos diante do Senhor ou de outros. Escutamos a Palavra, mas não ouvimos verdadeiramente.

Todos: Escutastes com alegria e trepidação, geraste em teu seio e deste a luz o Filho de Deus, que primeiro concebeste pela fé. Na escuta da fé, adoraste o Menino Deus, que saiu do teu ventre, como fruto bendito. E, pela escuta, na obscuridade interior, guardaste no coração todas aquelas coisas, que no momento e de imediato, não compreendias, nas palavras e gestos de Teu Filho.

Leitor 2: Maria está atenta a Deus, escuta a Deus, mas Maria escuta também os fatos, lê os acontecimentos de sua vida. Está atenta a realidade concreta e não fica na superfície, mas vai ao profundo para acolher o significado.

Leitor 1: A segunda palavra Decisão. Maria não vive da pressa, da ânsia, mas como destaca São Lucas “meditava todas essas coisas no seu coração” (Lc2,19). Também no momento decisivo da anunciação do Anjo (cf. Lc1,26ss) ela também pergunta “como acontecerá isso?”, mas não se detém nem mesmo no momento da reflexão, dá um passo a mais: decide.

Leitor 2: Ela não vive da pressa, mas apenas quando é necessário vai rapidamente. Maria não se deixa arrastar pelos acontecimentos. Não evita o esforço de decidir. Isso acontece seja na escolha fundamental que mudará sua vida – “Eis aqui a escrava do Senhor” -, seja nas escolhas mais cotidianas, mas também ricas de significado.

Leitor 1: Na vida é difícil tomar decisões, muitas vezes procuramos adiá-las e deixar que os outros decidam por nós, muitas vezes preferimos deixar-nos arrastar pelos acontecimentos e seguir a moda do momento. Às vezes sabemos o que devemos fazer, porém não temos coragem ou então porque nos parece muito difícil, por parecer andar contra a corrente.

Leitor 2: Maria, na anunciação, na visitação, nas bodas de Caná, vai contra a corrente. Maria vai contra a corrente. Ela se coloca à escuta de Deus, reflete e procura compreender a realidade e decide confiar totalmente em Deus.

Leitor 1: A terceira palavra Ação. “Maria pôs-se em viagem e foi depressa”. Apesar das dificuldades, das críticas que teria recebido pela decisão de partir, não se detém diante de nada, ela parte depressa. Santo Ambrósio comenta: “a graça do Espírito Santo não comporta lentidão”.

Leitor 2: Às vezes, também nós paramos para escutar, para refletir o que devemos fazer, talvez até tenhamos clara a decisão que devemos tomar, mas não passamos a ação, tampouco colocamos em jogo nós mesmos, ao agir depressa em relação aos outros, para levar-lhes a nossa ajuda, a nossa compreensão, a nossa caridade.

Leitor 1: Para levarmos nós mesmos, como Maria, o que temos de mais precioso e o que recebemos: Jesus e o seu Evangelho, mediante a Palavra e, sobretudo, mediante o testemunho concreto de nossa ação.

Mulheres:  Na penumbra da fé, que te revestiu como um véu, e num verdadeiro e próprio aperto de coração, Tu viveste os seus trinta anos de silêncio, em contato inefável e permanente com o mistério de Deus feito Homem!

Homens: Na fé, aceitaste segui-lO, em todos os passos da sua missão, permanecendo primeira e fiel discípula, na escuta da Palavra, numa Vida inteiramente escondida com Cristo, em Deus.

Mulheres: Para Ti nos voltamos, ó Maria, para Te pedir que sustentes, guies e aumentes a nossa fé de cansados peregrinos!

Homens: Ajuda-nos a ver o que não vemos, a acolher e a descobrir o Deus vivo, que vive e cresce dentro de nós como cresceu em teu seio virginal.

Mulheres: A Ti, que, entre nós, invocamos, como Senhora da Hora, Dá-nos, como outrora, nas bodas de Caná, rasgos de luz, que suscitem e amparem a nossa fé, sobretudo quando Deus nos parece ausente e nos vier a faltar a alegria da fé.

Homens: Dá-nos, ó Maria, a tua graça e a tua alegria de levar Jesus, o Teu filho, a todos, de O mostrar a toda a gente, sobretudo aos que mais esperam de nós o testemunho audaz e feliz da fé, nossa primeira companheira de vida.

Todos: A Ti, Mãe de Deus, feliz porque acreditaste nos entregamos de coração inteiro, e te confiamos este tempo de graça, que torne mais bela e mais forte a nossa fé!

Dirigente: Dirigente: Antes de rezarmos o magnificat podemos escutar nossos irmãos. Qual foi a decisão mais importante que você já tomou na vida? O que o evangelho e a meditação falam para nossa realidade de imigrantes?

 (Partilha e em seguida reza-se o magnificat).

Todos: Ó SOL DO ORIENTE, és o sol da justiça que desponta. Resplendor de uma luz que não se apaga! Quem habita nas trevas te guarda, quem do cego pecado está na sombra, quem da morte adormece, leva em conta. Vem, Senhor, essa escuridão faz clara.

  1. A minha alma engrandece ao Senhor; e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador.
  2. Pois ele viu a pequenez de sua serva, eis que agora as gerações hão de chamar-me de bendita.
  3. O Poderoso fez por mim maravilhas: e Santo é o seu nome.
  4. Seu amor, de geração em geração, chega a todos que o respeitam.
  5. Demonstrou o poder do seu braço dispersou os orgulhosos.
  6. Derrubou os poderosos de seus tronos e os humildes exaltou.
  7. De bens saciou os famintos e despediu, sem nada, os ricos.
  8. Acolheu Israel, seu servidor, fiel ao seu amor.
  9. Como havia prometido aos nossos pais, em favor de Abraão e de seus filhos para sempre.
  10. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo, como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Todos: Ó SOL DO ORIENTE, és o sol da justiça que desponta. Resplendor de uma luz que não se apaga! Quem habita nas trevas te guarda, quem do cego pecado está na sombra, quem da morte adormece, leva em conta. Vem, Senhor, essa escuridão faz clara.

Preces Comunitárias

Dirigente: Como João e sua mãe, cheios de alegria, apresentemos confiantes nossas preces ao Senhor.

Todos: Tu vens! Tu vens! Eu já escuto os teus sinais!

  • – Por nossas comunidades e grupos, leigos e leigas, para que sua presença por toda a cidade faça brilhar a luz salvadora de Jesus, rezemos ao Senhor:

Todos: Tu vens! Tu vens! Eu já escuto os teus sinais!

  • – Por todos que buscam e promovem o bem e a paz, que o Natal seja um estímulo a mais a prosseguirem espalhando a bondade, rezemos ao Senhor:

Todos: Tu vens! Tu vens! Eu já escuto os teus sinais!

(preces espontâneas)

Dirigente: Guiados pelo Espírito de Jesus e iluminados pela sabedoria do Evangelho, ousamos dizer: Todos: Pai nosso…

Dirigente: Ó Deus, que a participação nestes divinos mistérios guarde sempre o vosso povo para que, devotando-se ao vosso serviço, receba a plenitude da salvação. Por Cristo, nosso Senhor.

Todos: Amém!

Dirigente: Vamos, juntos, pedir a bênção de Deus para esta casa que hoje nos acolheu.

Todos: Abençoa, Senhor Jesus, esta casa; abençoa a família que aqui mora. Que haja paz e harmonia entre todos. Não lhes falte o pão de cada dia e, aqui, todos possam sentir a tua presença amiga e serena. Amém!

Gesto Concreto

Dirigente: Conhecer as coisas boas que nossa comunidade realizou durante o ano e os acontecimentos que estão para se realizarem no próximo ano e comunicar no facebook. Vamos ver quantas coisas boas foram realizadas e muitas vezes esquecemos de comunicar.

Dirigente: Com fé e amor em nossos corações, encerramos nosso encontro: “O Senhor nos abençoe, nos livre de todo mal e nos conduza à vida eterna”.

Todos: Amém!

Share Button
Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2014 Apostolado Brasileiro | Unindo Católicos Brasileiros na Grande Boston.
Siga-nos:                   

Facebook